quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Museus Virtuais - Floresta Digital

Museu Virtual - Floresta Digital


Conheça as galerias virtuais do programa de inclusão Floresta Digital. Nelas você terá a oportunidade de conhecer um pouco da história do programa através de fotos de seus telecentros em Rio Branco, nos municípios do Acre e de alguns eventos especiais.

Se não desejar se cadastrar no site entre como visitante!


Clique aqui e caminhe pelos museus virtuais do Floresta Digital

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

2ª Bienal da Floresta do Livro



A abertura da 2ª Bienal da Floresta do Livro e da Leitura será no dia 14 deste mês, às 10 horas, no calçadão do Novo Mercado Velho. “Acre: Veredas Literárias, Brasil, Bolívia e Peru” é o tema desta
edição, que tem como proposta o conceito de integração literária com a presença de escritores, editores e artistas dos três países. Com realização do governo do Acre, coordenado pela Fundação Elias Mansour (FEM), por meio Departamento Estadual do Livro e Leitura (DELL), o evento ocorrerá em todo o complexo do Novo Mercado Velho até o dia 23.

Oficinas: 

14/09: Inauguração do espaço

15/09:
10h30 - Oficina Livre*: Oficina de Internet Segura 
17h - Oficina** de Blogs e Redes Sociais - Como fazer a diferença?: Adaildo Neto
16/09:
10h30: Oficina de Ilustração: Cartoon X Quadrinhos : Mardilson Torres
17h: Oficina de RPG Educacional. Desafios e potencialidades: Fábio Carvalho

17/09:
10h30 : Oficina Livre: Fotografia Digital 
17h : Oficina: Novas Tecnologias na Educação- Fábio Carvalho

18/09:
10h30 : Oficina Livre: Microcinema e filme de minuto. Por Fábio Carvalho
17h : Oficina "HQtrônicas - Histórias em Quadrinhos eletrônicas" : Prof.Dr.Edgar Franco
19/09:
10h30 : Oficina de produção independente. Hqs, Fanzines e Livros: Por Fábio Carvalho
17h : Oficina “Criação de Universos Ficcionais Transmídia”: Prof.Dr.Edgar Franco


20/09:
10h30: Oficina de Música com Tom Play
17h : Oficina de Aplicativos para leitura de Realidade Aumentada: Igor Musardo

21/09:
10h30 : Oficina : Você esta fazendo isso muito errado - (Por que as empresas erram nas redes sociais): Fernanda Musardo 17h : Encontro de Twiteiros Culturais (ETC_acre) com a presença de Fernanda Musardo


22/09:
10h30: Oficinas Livres: Oficina de Hagaquê
17h :  Oficina de Software Livre e Cibercultura - Adriane Gama

23/09:
10h30 : Oficinas Livres: Oficina de Stop Motion. 
17h :  Oficina de Metareciclagem - Adriane Gama

A programação completa está disponível no blog www.iibienaldafloresta.blogspot.com.

Curso de Introdução ao Moodle e curso de Instalação da Antena Floresta Digital reformulados!



Curso de Introdução ao Moodle
As Matrículas estão reabertas para o curso de Introdução ao Moodle. participe! Faça sua inscrição aqui  


Comece já!
Você irá aprender a instalar e a utilizar corretamente a sua antena de acesso ao Floresta Digital. Instalação da Antena Floresta Digital

quinta-feira, 6 de setembro de 2012

PROJETO INTERAÇÕES (NÃO) DISTANTES REÚNE ARTISTAS EM BRASÍLIA, PARA PRODUÇÃO DE LIVRO MULTIMÍDIA


O Núcleo de Extensão Artística (NEA) do Curso de Licenciatura em Artes Visuais da UnB/UAB inicia, a partir desta segunda-feira, 3 de setembro de 2012, a segunda fase do projeto de extensão Interações(não)distantes, que promoveu a residência artísticados artistas Renata Mendes (SP), Virgílio Neto (DF) e Iris Helena (PB), em três, dos oito polos presenciais da UAB/UnB, no Acre,precisamente nas cidades de Tarauacá, Cruzeiro do Sul e Sena Madureira. Nesta segunda fase do projeto, será produzido o livromultimídia, contendo brochura interativa bilíngue e DVD institucional, onde constarão os resultados das atividadesdesenvolvidas pelos artistas nas três cidades do Acre que abrigaram a edição pioneira deste projeto de extensão gerida peloprofessor da UnB, Dr. Christus Nóbrega, com apoio das professoras, Dra. Ana Beatriz Barroso e Me. Lisa Minari,respectivamente, coordenadora geral e de tutoria do curso de Licenciatura em Artes Visuais da UnB/UAB.

A produção do livro multimídia, que vem sendo pensado e pré-escrito pelos artistas residentes e equipe coordenadora doprojeto, desde o final das atividades nas cidades, será feita em caráter coletivo, por meio de um workshop intensivo, promovidopela equipe interdisciplinar do NEA, entre os dias 3 e 7 de setembro de 2012. O workshop, que acontecerá no Instituto de Artes(IdA), durante toda esta semana, terá participação dos três artistas residentes e também dos designers e equipe de audiovisual,que registraram as residências, em Tarauacá, Cruzeiro do Sul e Sena Madureira, entre os dias 9 de julho e 10 de agosto. Nabrochura interativa e no DVD, constarão todas as fases do trabalho, desde sua concepção, pré e pós produção, além de todo oprocesso metodológico utilizado pelos artistas no intercâmbio cultural com os alunos de Artes Visuais de cada cidade por ondeo Curso de Extensão Interações(não)distantes passou.

O material produzido além de imortalizar a primeira ação de extensão na área de Artes Visuais na modalidade a distância e servir como material de pesquisa para a comunidade acadêmica em geral, tem como um dos principais objetivos disseminar a importância e pertinência da realização de atividades presenciais e de extensão no Ensino a distância (EaD), assim como divulgar a imagem do Acre, Brasil e mundo afora, mostrando o potencial cultural e artístico do estado, que vem sendo fortalecido pela oferta do Curso de Licenciatura em Artes Visuais, pela Universidade de Brasília (UnB), através do programa Universidade Aberta do Brasil (UAB).

quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Caimos n'ARede


A revista ARede me presentou com uma página inteira! Ela mostra uma foto do meu aluno Milisson, de 18 anos, tirada na "Oficina de Fotografia", realizada no Telecentro Arena, durante a alagação deste ano em Rio Branco.


Baixe a revista completa em PDF (#82 Pág 33):
http://arede.inf.br/inclusao/images/ARede_82.pdf



terça-feira, 14 de agosto de 2012

Floresta Digital encerra Curso de Formação de Monitores

Por: Wellington Mota


O programa de inclusão digital do governo do Estado do Acre, o Floresta Digital, encerrou nesta quinta-feira, 2, a primeira turma do “Curso de Formação de Monitores”. O curso durou quatro meses e foi elaborado para capacitar os monitores do programa, através do Portal de Ensino a Distância (EaD) do Floresta Digital.
A primeira turma contou com 73 monitores inscritos de diversos municípios acreanos - do Baixo ao Alto Acre. “Através do ensino a distância nós conseguimos alcançar os cursistas nas localidades mais distantes, melhorando a comunicação, capacitando os monitores e gerando uma enorme economia, pois de outro modo a formação teria de ser presencial”, diz o coordenador dos telecentros do  Floresta Digital e tutor do portal EaD, Fábio Gonçalves de Carvalho.
O Ambiente Virtual de Aprendizagem
do Floresta Digital tem recursos como chats,
fóruns e possibilidade até de conferências via web
Segundo Fábio, o conteúdo é dividido em dois módulos. “O primeiro está sendo finalizado agora e abordou principalmente questões ligadas ao cotidiano do telecentro. O segundo, que se inicia semana que vem, aprofundará mais o trabalho dos monitores com a comunidade e os preparará para uma ação mais efetiva junto aos usuários dos telecentros”, explicou Carvalho.
Entre os monitores que concluíram o primeiro módulo do curso está Cleide Silva, de Porto Walter, que disse estar feliz por ter chegado ao fim dessa etapa. “Essa formação foi importante, primeiro por proporcionar novos conhecimentos, mas, principalmente, por me capacitar para que eu possa ensinar outras pessoas que estão carentes de conhecimento nessa área”. disse Cleide, acrescentando a importância do trabalho do tutor no processo de auxílio e orientação dos alunos. “O trabalho dele foi de suma importância, pois tinha toda uma preocupação em estar sempre nos auxiliando”, concluiu a aluna, prestes a iniciar a segunda etapa.
Através do EaD, monitores de municípios
distantes, como Nildisson Lima, de Marechal
Thaumaturgo podem romper distâncias e ter
acesso ao aprendizado
Em Marechal Thaumaturgo, o monitor Nildisson Lima relatou a importância do curso para sua vida profissional. "Essa formação me ajudou a ter uma noção maior sobre minha responsabilidade dentro do ambiente de trabalho”, disse o monitor, que também destacou as atividades relacionadas à segurança na internet: “Porque todos nós sabemos que a internet é uma tecnologia muito útil, mas temos que saber usá-la de forma correta e segura”.

Sóstenes de Andrade, monitor do recém-inaugurado Telecentro do Teatro Barracão, na Baixada da Sobral, em Rio Branco, também finalizou a primeira etapa do curso. “Através dele os monitores puderam estar mais próximos da coordenação, relatando experiências e fatos que aconteciam nos telecentros”, relatou Andrade. “Além disso, foi uma oportunidade de nos qualificarmos para oferecermos cursos e oficinas nos telecentros”, explicou, lembrando que parte da formação oferecida foi a preparação dos monitores para a aplicação do Curso de informática Básica em Linux, permitindo aos monitores melhores práticas pedagógicas e novas possibilidades.

Cursos para a comunidade
Além dos cursos de formação voltados aos monitores e para treinamento interno, o Portal de Ensino a Distancia do Floresta Digital oferece diversos cursos e oficinas à comunidade. “Como idealizamos a realização de cursos para nossos monitores em todo o Estado, não poderíamos deixar de abrir nosso EaD para a comunidade, afinal, chegar até ela é parte de nossos principais objetivos”, explica o chefe da Divisão de Inclusão Digital, Paulo Henrique Oliveira, da Diretoria de Modernização Administrativa da Seplan, responsável pelo programa Floresta Digital. “Temos cursos de diferentes áreas. Entre eles, alguns com tutoria, e estes são certificados”, concluiu Paulo.

Portal EaD é referência nacional
O Portal de Ensino a Distancia do Floresta Digital já é referência nacional. Muitos sites voltados a cursos onlines como “GF Cursos Grátis” e “Pega Cursos – tudo sobre cursos no Brasil” indicam o portal do programa. Repercussão que vem refletindo no aumento de cursistas de outros Estados, estando na lista Pará, Paraná, Espírito Santo, São Paulo, Rio de Janeiro e outros. “Estamos recebendo demanda até de outros países, como Portugal”, afirma o chefe da Divisão de Inclusão Digital, Paulo Henrique. “É interessante notar, também, que existem muitos professores e profissionais especializados em outras áreas procurando nossos cursos”, comemora.

Acesse! http://ead.florestadigital.ac.gov.br

quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Recomeço


"Não importa aonde você parou...
Em que momento da vida você cansou...
O que importa é que sempre é possível e necessário "Recomeçar".
Recomeçar é dar uma chance a si mesmo...
É renovar as esperanças na vida..."

Carlos Drummond de Andrade

terça-feira, 24 de julho de 2012

Por uns bytes de memória... O tempo passa... para mim também.

Faz tempo que não ando por aqui... Mas estou voltando... Logo logo normalizo as postagens por estas paragens. Enquanto não volto com postagens diárias vai uma que achei bem legal, "chupinhei" do Blog: Notas Dissonantes. :)



quinta-feira, 28 de junho de 2012

Fórum Internacional de Educação e Tecnologia do Acre

 
Tema
Educação e tecnologia digital: uma visão integrada.

Abordagens
Uso de mídias e tecnologias digitais na educação. Mobile learning. Tecnologias digitais no processo de ensino-aprendizagem. Redes sociais. Gestão escolar e tecnologia.
Objetivo
Compartilhar informações sobre perspectivas e iniciativas de sucesso para a utilização de tecnologias digitais na educação.

Público-alvo
Gestores, coordenadores pedagógicos, professores, alunos de cursos de licenciatura e demais profissionais da educação.
Vagas
Palestras: 350 vagas / Oficinas: 40 vagas para cada oficina.

Local do evento
Rio Branco - Acre: Auditório da OAB (Palestras) e Uninorte (Oficinas).
Atividades de interesse
Palestras, minicursos, mostras de serviços e produtos.
Realizadores e certificadores do evento
EADAMAZON e SINEPE/AC



PROGRAMAÇÃO
Dia 29 de Junho (Palestras) - 18h30 às 22h00
- 18h30 às 19h15 - Credenciamento
-19h15 às 19h40 - Abertura
- 19h40 às 20h30 - Palestra 1: Educaçao e tecnologias digitais: potencialidades e desafios. Palestrante: Prof. Ms. Robson Santos da Silva - Amazonas / EADAMAZON.
- 20h30 às 20h50 - Coffee Break
- 20h50 às 21h40 - Palestra 2: Superando as dificuldades da educaçao a distancia (Iniciación al método POTENTA). Palestrante: Prof. Dr. Jose Manuel Bautista Vallejo - Sevilla Espanha / Faculdade Heviera
-21h40 às 21h50 - Abertura para perguntas.
- 21h50 às 22h00 - Enceramento.

Dia 30 de junho (Oficinas) - 09h00 às 12h00 / 13h30 às 16h00
- Oficina 01 - Construindo salas interativas com ambiente virtual de apredizagem Moodle. Ministrante: Prof. Ms. Robson Santos da Silva - Manaus/EADAMAZON.
- Oficina 02 - Usando tecnologia na sala de aula de Ensino Fundamental e Médio.
Ministrante: Prof. Esp. Raul Diaz - Rio Branco/COTIL.
- Oficina 03 - Uso das Tecnologias para aprimorar o ensino e a aprendizagem.
Ministrante: Prof. Esp. Thaís Ginícolo Cabral - São Paulo / Editora Abril
- Oficina 04 - AMbientes enriquecidos com TIC e motivação do aluno. Ministrante: Prof. Dr. José Manuel Bautista Vallejo - Sevilla / Espanha


INSCRIÇÕES


-
Patrocinadores

As inscrições de integrantes de instituições patrocinadoras deverão ser feitas por meio de contato direto com SINEPE / AC.
-Inscrições avulsas
a. Para participar das palestras: R$ 120,00.
b. Para participar dos minicursos: R$ 150,00 (Inscrições encerradas).

*Estudantes devidamente comprovados: 50% de desconto.Os mesmos deverão levar os comprovantes de matrículas em instituições de ensino por ocasião do evento.

Clique aqui: INSCREVA-SE!


PAGAMENTO
Clique aqui: PAGAMENTO DA INSCRIÇÃO!

Fonte: http://www.eadamazon.com

segunda-feira, 25 de junho de 2012

“Mapeando as instâncias comunitárias”



Monitor: Fábio Gonçalves de Carvalho Ferreira
Telecentros.BR

Para a atividade mapeando as instâncias comunitárias, resolvi fazer este trabalho de campo não no meu bairro, onde não há telecentro, ou na região do telecentro parque, que fica localizado em uma posição privilegiado, no centro da cidade, mas com o “telecentro barracão”, que foi inaugurado neste sábado (http://migre.me/9ds3t ) e já nasce com características bem peculiares.
O telecentro barracão fica localizado num ponto cultural muito forte, com uma parceria do Floresta Digital com uma fundação cultural do governo do estado, a Fundação Elias Mansour (FEM). O primeiro ponto que chama atenção neste novo telecentro é sua localização, dentro de um antigo teatro que foi revitalizado, contando além do telecentro, com local para biblioteca e um amplo espaço para atividades culturais. Além disso, fica numa comunidade muito populosa, com a chamada baixada da Sobral, abrigando diversos bairros e uma população de aproximadamente 30.000 pessoas, que podem se beneficiar dos serviços que a partir de agora serão oferecidos pelo telecentro. Como uma parte periférica de Rio Branco, a região possui muita carência, mas também, rica em diversidades, efervescência cultural. Diversos grupos de hiphop, entidades culturais, etc. Uma das entidades atuantes na comunidade, que inclusive faz parceria com a FEM (e agora, fará com o telecentro) é a Jovens em Mudança, que na ocasião da inauguração fez uma apresentação no teatro envolvendo dança e canto, num belo sarau. A apresentação do Jabuti-Bumbá representou bem este novo espírito.
Acredito que este telecentro poderá servir de modelo para atividades artísticas e culturais diferentes, que foram sugeridas em outros telecentros, mas não concretizadas com a plenitude que o telecentro barracão aparenta predizer. Será um ponto de encontro da comunidade, um espaço propício para informática, mas também para música, Fotografia (já no cronograma de Julho), artes, etc. Tanto é, que na inuguração, jás nasceu a proposta de com estes diferentes. parceiros, produzir-se um “festival de filmes de m minuto”, produzidos pela comunidade.






segunda-feira, 18 de junho de 2012

A importância da leitura no uso da internet

Por: Rafaela Calixto de Oliveira

O computador e a internet vieram causar uma explosão na maneira de comunicar-se e de adquirir informação. Esse fenômeno é global, em instantes, através destes meios, pode-se acessar informações de qualquer lugar do planeta. Através do computador as pessoas praticam a leitura e a escrita, se comunicam e interagem, tornam-se sujeitos da informação.
Um olhar sobre a produção de Xavier (2002) bem como de outros autores que versam sobre o tema sustenta a idéia de que as novas tecnologias, principalmente o mundo do computador tem-se revelado uma grande possibilidade de avanço ao mundo da leitura e de acesso à cultura em geral.
Entretanto segundo Silveira (apud Fonseca, 2005), “essa revolução não apenas pode consolidar desigualdades sociais como também elevá-las, pois aprofunda o distanciamento cognitivo entre aqueles que já convivem com ela e os que dela estão apartados”.

A capacidade de usar as ferramentas e de interagir, no ambiente digital permite ao indivíduo conectar-se ao mundo. Uma pessoa que escreve, lê e vive na condição de quem usa a leitura e a escrita em suas práticas sociais, responde adequadamente às demandas que envolvem a utilização dos recursos tecnológicos e assim, conquistam a cidadania.

Paulo Freire (1988) diz que "a leitura de mundo antecede a leitura da palavra". Há assim uma diferença entre saber ler e escrever, ser alfabetizado, e viver na condição de quem sabe ler e escrever.
O fato de uma pessoa ser alfabetizada não garante que ela seja letrada, viver numa sociedade letrada não faz dela uma pessoa com oportunidades iguais na cultura escrita (Mortatti 2004).
Além da necessidade de ser letrado alfabeticamente para usar bem a internet é necessário “habilidades para construir sentido a partir de textos multimodais, isto é, textos que mesclam palavras, elementos pictóricos e sonoros numa mesma superfície. Inclui também a capacidade para localizar, filtrar e avaliar criticamente informações disponibilizadas eletronicamente (Carmo 2003).

Dessa forma, o acesso às ferramentas digitais é importante, porém, com um sentido mais amplo e coletivo de melhoria social. Uma pessoa só pode usar plenamente as vantagens da era digital à sua necessidade se tiver aprendido a escrever, a compreender o lido, se tiver dominado o sistema alfabético ao ponto de ter alcançado um grau elevado das convenções ortográficas. E isso infelizmente não está acontecendo, nossas crianças e jovens a cada dia lêem menos, e conseqüentemente não conseguem interpretar a diversidade de informações que são oferecidas diariamente pela internet. Dessa forma, nós pais e educadores, digo pais, pois a tarefa de educar também é dos pais, temos o dever de construir uma sociedade incluída digitalmente sim, mas comprometida com a formação integral dos cidadãos, capazes de exercer seus direitos e deveres. O próprio ícone da era da digital Bill Gates disse que seus filhos terão computadores sim, mas, antes terão livros, sem livros, sem leitura nossos filhos serão incapazes de escrever – inclusive a sua própria história.

*Rafaela Calixto
Pedagoga, graduando em Língua Portuguesa, especialista em Docência Universitária e Língua Portuguesa, professora do 2° ano e do Projeto de Iniciação a Informática da Escola Municipal Pequeno Príncipe
 
Pedagoga Especialista em Docência Universitária pela UEG, Graduada em Língua Portuguesa pela Universidade do Vale do Acaraú, Pós graduada em Língua Portuguesa pela Universidade Salgado de Oliveira,  Pós Graduanda em Psicopedagogia Institucional e Clínica pela FACER.  Professora regente do 5°Ano do ensino fundamental da Escola Pequeno Príncipe. Membro do Conselho Universitário da UEG de Jaraguá.

quarta-feira, 13 de junho de 2012

Portfólio

Interessante site (gratuito) para montar seu portfólio ou site! O mais legal é que existem diversas opções de design e é tudo extremamente simples de fazer, não é necessário nenhum conhecimento em html, apenas saber clicar, escrever e arrastar. Excelente!

Abaixo exemplo de meu portfólio em miniatura, com vídeos, fotos, etc. Se desejar ver no tamanho normal clique aqui

Faça seu cadastro:  http://www.wix.com/
 
Free website - By Wix.com

A Educação online e o paradigma da má qualidade



A educação, os professores e a forma como estes veem a própria prática docente estão em transformação, ou, ao menos deveriam. Não se pode mais esperar uma educação unilateral, hierárquica e de apenas uma via na informação que é transmitida. Hoje a possibilidade de comunicação de todos para todos, a ênfase na construção do conhecimento e as possibilidades de interação entre professor e alunos provam que os tempos mudaram, e com eles, as necessidades pedagógicas.
Não podemos fechar nossos olhos para a realidade e nos iludirmos que a tecnologia moderna não afeta a forma como devemos trabalhar a educação, ou pior, agir tecnofóbicamente, acreditando que a educação online é o novo vilão a ser combatido pelos fiéis defensores da tradição. Felizmente este é um quadro decrescente e, cada vez mais pessoas percebem que a Educação a Distância não almeja substituir os professores, mas agregar a eles possibilidades de elevar a prática da educação com novos recursos e caminhos diversos. Eu sou um dos que acreditam nisso.
A educação através da internet é nova, um bebê se comparada ao método tradicional, mas em tão pouco tempo já quebrou muitos paradigmas. É não somente possível, mas inevitável que se cumpram os princípios de interatividade, tendência construcionista e co-autoria entre professor e aluno, promessas enunciadas para o sistema de educação online. É fácil constatar que o ensino virtual está amadurecendo, e após a grande bolha da internet e a explosão dos cursos milagrosos, que prometiam formação a preço baixo, sem necessidade de sair de casa e até sem necessidade de dedicar tempo aos estudos, já se começa a separar o “joio do trigo”.
O processo de ensino a distância, ou online, como prefiro dizer, ainda está em construção, como sempre estará –espera-se, pois a educação não é uma equação exata, onde se soma dois mais dois. É um processo em constante mutação, onde não existem verdades definitivas.

terça-feira, 12 de junho de 2012

Cartilha Instalando Floresta Digital

Recentemente recebi a tarefa de fazer um Curso de Instalação da Antena  para o portal EaD do programa Floresta Digital. Logo em seguida recebi a tarefa de desenvolver uma apostila com o mesmo tema. O curso já está online no link: http://ead.florestadigital.ac.gov.br/course/view.php?id=36 e a cartilha está em fase final. Veja  alguns "spoilers" da primeira versão (algumas coisas foram melhoradas)...

(Clique para aumentar)


Danilo de S’Acre “CANIBAL VISUAL SENSAÇÕES ARTÍSTICAS NO FUNIL CÓSMICO”


Danilo de S’Acre
Para realizar este trabalho, com a incumbência de entrevistar um artista popular, fomos falar com Danilo de S’Acre, um artista bem reconhecido na região. Escolhemos para o encontro do grupo a Usina de Artes João Donato, um espaço cultural que serve também como ponto de encontro entre os artistas acrianos.

terça-feira, 15 de maio de 2012

Vigilantes da Ufac estão “acabando, morrendo ou se aposentando”

Escrito por Por Fábio Carvalho, José Franco e João Lucas Brana    

Um trabalhou como vigilante, mas hoje, trabalha no setor administrativo. Outros dois trabalham na segurança. Em comum, além da experiência na vigilância, duas outras características chamam atenção: o longo tempo de Universidade Federal do Acre - Ufac e a reclamação de que as condições de trabalho não são satisfatórias para um bom exercício profissional. 

Osvaldo da Silva Loyola tem 52 anos e trabalha há 25 anos no setor de segurança. Para ele, não existe o apoio necessário aos profissionais que trabalham no ambiente universitário. “Procuramos fazer o máximo que podemos, dentro das nossas limitações. Nunca tivemos treinamento acompanhado para executar as funções”, reclama o servidor.

Já Sebastião Teixeira de Oliveira, 65 anos, conta ter entrado para a Ufac em 1981, como pedreiro. Depois de sete anos, trocou de função para vigilante e atualmente trabalha no setor administrativo. Ele diz ter sido afastado da vigilância por problemas de saúde decorrentes da profissão e afirma que sempre existiu acompanhamento médico, mas que a carência é grande em outros setores. “Acompanhamento psicológico nós nunca tivemos. (...) Treinamento de tiros, nós tivemos uma única vez, só não lembro a data. Foi com a PM mesmo”, conclui.

“Nos últimos 30 anos, nada melhorou aqui, só estacionou”, afirma Maurício de Vasconcelos, 62 anos. De acordo com ele, um dos grandes problemas da classe é a escassez de concursos para suprir a falta dos trabalhadores aposentados ou afastados do serviço. Segundo ele, alguns novos vigilantes entraram como serviço terceirizado e amenizaram o problema, mas ainda é pouco para uma instituição do porte da Ufac. “Nós estamos acabando, morrendo ou se aposentando. (...) Éramos 72, hoje somos em torno de 22 homens”, ressalta Vasconcelos.

Para verificar as informações, a Prefeita da Universidade foi procurada, mas em nenhuma tentativa foi encontrada para fornecer a posição da Ufac sobre as questões. A assessoria de comunicação também não respondeu à equipe de reportagem.

Matéria originalmente publicada no site A Catraia

quinta-feira, 10 de maio de 2012

Governo do Acre é apresentado nos EUA como “Case Smart Planet” em evento mundial da IBM


Em contraste com a imensidão da floresta amazônica presente no Acre, o deserto americano foi palco de mais um grande êxito tecnológico acreano. O Estado foi apresentado no IBM IMPACT 2012, uma Conferência Global da IBM, realizada de 29 de abril a 04 deste mês, em Las Vegas, no Estado de Nevada, Estados Unidos.
Na oportunidade, o Projeto Cadastro Único, implantado pela Diretoria de Modernização Administrativa (DMA) da SEPLAN, foi apresentado ao público de quase nove mil pessoas e possibilitou que o governo do Acre fosse elevado à categoria de "Case Smart Planet" (Caso de Planeta Inteligente).
O Projeto Cadastro Único, prioritário para o programa Governo Único, conta com três grandes frentes desenvolvidas pela DMA: Portal de Atendimento Multisserviço, Plataforma de Integração e Base Única do Cidadão. Em conjunto, essas frentes permitiram o desenvolvimento do portal para atender a Central de Atendimento de Rio Branco e de Xapuri, tornando-as referência em inovação tecnológica para o atendimento ao público. O Arquiteto de Soluções de Colaboração para a América Latina da IBM, Rafael Osório, afirma que as soluções adquiridas pelo governo do Acre permitiram o desenvolvimento de um projeto inovador em todo o mundo. "Esse é um caso singular de aplicação da arquitetura SOA na melhoria do atendimento ao cidadão", reconhece Osório.
Com o sucesso do projeto, o governo do Acre passa a ser reconhecido como um "Case Smart Planet", denominação dada pela IBM para reconhecer casos de uso inteligente da tecnologia em esfera global.
Para Kátia Dotto, coordenadora do Projeto Cadastro Único e chefe da Divisão de Gestão de Informação da DMA, que representou o governo do Acre nos EUA, a participação do Estado como um caso de sucesso em um evento mundial foi muito importante. "Esse projeto passou por um processo de avaliação, concorrendo com outros, e foi aprovado como caso de Planeta Inteligente, comprovando que o Estado está investindo em recursos tecnológicos para ofertar serviços diferenciados ao cidadão, com maior eficiência e agilidade, buscando sempre a melhoria e a redução de gastos públicos devido à otimização de processos de trabalho", explicou Dotto ao retornar da viagem.
Para ela, o governo do Acre vem trabalhando no intuito de ampliar os projetos, potencializar e inovar ainda mais a gestão interna do Estado, analisando e definindo as possibilidades de aplicação e expansão. "Esses recursos tecnológicos vão propiciar novas formas de acompanhamento dos processos de trabalho, maior redução de gastos e a modernização de várias áreas de governo, além de outras inovações na prestação de serviço público", afirmou.
Para Marcus Bignon, gerente de Desenvolvimento, da RioCard TI, do Rio de Janeiro, a participação de projetos de governo em eventos internacionais demonstra o investimento que é feito em tecnologia da informação, com foco em resultados para o Estado e, principalmente, para os cidadãos", afirma.
Quem também estava na apresentação em Las Vegas foi o diretor de soluções especializadas da BRQ, Fábio Hasegawa, que aponta a participação acreana como um caso único no mundo. "É a consolidação e comprovação de que as soluções atualmente adotadas por órgãos do governo estão, se não mais adiantadas, no mesmo nível que a adoção de novas tecnologias e práticas na iniciativa privada."
Para ele, esse reconhecimento mundial é gratificante, já que existe uma avaliação extremamente rigorosa que engloba diversas variáveis tais como inovação, relevância e impacto. "Vale lembrar que várias empresas e órgãos do mundo todo submetem solicitações para palestrarem, mas apenas um pequeno número é aprovado. Nesse contexto, ter um case de um órgão do governo brasileiro é muito gratificante, já que denota claramente a expressão e competência do projeto e o eleva ao nível dos melhores projetos executados em diferentes segmentos e alto nível de padrão mundial."
Fábio afirma também ter gostado da forma descontraída e bastante didática da apresentação acreana, quebrando barreiras culturais e linguísticas. "A forma de apresentação foi inclusive elogiada por outras pessoas com as quais tive oportunidade de conversar", lembra. Para Hasegawa, foi perceptível uma visão exata dos processos e dos benefícios obtidos na redução do tempo de atendimento e qualidade dos serviços aos cidadãos do Acre. "Gostaria de deixar mais uma vez a minha congratulação aos palestrantes Kátia Dotto/Seplan e Rafael Osório/IBM, por terem enriquecido o evento com um 'case' tupiniquim com cunho tão importante de inovação tecnológica, e que se expõe não somente devido a essa dimensão mais ao benefício que a tecnologia pode trazer em prol do cidadão, e de como o governo enxerga e respeita seu povo", complementou o Diretor de Soluções da BRQ.
Saiba mais sobre o IBM IMPACT 2012

segunda-feira, 30 de abril de 2012

Jornalismo online: uma selva sem lei?

Interessante entrevista conduzida pelo jornalista  Celso Callegaro, do Além do Lead com a colunista da Folha de S. Paulo Eliane Cantanhêde, buscando amparo na experiência esta jornalista, que iniciou sua carreira antes do advento do  online e que precisou passar por esse processo de transição.

Confira a entrevista na íntegra:  http://alemdolead.com/entrelinhas/eliane-cantanhede-aprova-a-plataforma-online/

sexta-feira, 20 de abril de 2012

Floresta Digital amplia serviços e investe na relação direta com usuários

Fábio Carvalho (Seplan)
E-mail Imprimir
Instalação correta de antena garante o acesso de usuários como Josimar Lima (cima) (Forto: Assessoria Seplan)
Instalação correta de antena garante o acesso de usuários como Josimar Lima (cima) (Forto: Assessoria Seplan)
Instalação correta de antena garante o acesso de usuários como Josimar Lima (cima) (Foto: Assessoria Seplan)
O Floresta Digital se consolidou como um exemplo de democratização da informação e inclusão para a população do Acre. O programa atende hoje quase 60 mil usuários cadastrados e atinge, através de diferentes serviços, mais de meio milhão de acessos, entre cadastros para utilização da internet e serviços prestados nos telecentros.
Para implantá-lo, o governo do Estado investiu R$ 7,5 milhões - um investimento baixo, considerando o ganho revertido para a população em serviços diretos e indiretos de acesso à internet: sinal do Floresta Digital nas residências, através da antena corretamente instalada, cursos e oficinas nos telecentros e o recém-disponibilizado Portal de Ensino a Distância.
Apenas em um dos rádios localizados no bairro Irineu Serra, disponibilizado para atender uma pequena comunidade (foto 1), há diariamente uma média de 20 pessoas acessando a internet, com tempo médio de três horas de navegação. Com velocidade entre 380 e 420kb, alguns desses usuários chegam a realizar um tráfego de downloads de mais de 30 Gb por mês, comprovando o acesso da região ao serviço oferecido pelo Floresta Digital. “O que acontece é que muitas vezes o usuário está com má instalação do equipamento ou apontando para o lugar errado. Dessa forma, ele não consegue captar o sinal emitido”, esclarece Silmar Antônio, diretor do Floresta Digital.
No exato momento da entrevista com Silmar Antônio, havia quinze pessoas conectadas por meio do ponto do Floresta Digital no Irineu Serra (Foto: Assessoria Seplan)
No exato momento da entrevista com Silmar Antônio, havia quinze pessoas conectadas por meio do ponto do Floresta Digital no Irineu Serra (Foto: Assessoria Seplan)
Na região de Sena Madureira, só no mês de março, 381 pessoas usaram o serviço, realizando quase onze mil conexões. O sinal de internet foi liberado no município a partir de novembro e desde então só sofreu corte na transmissão em decorrência da falta de energia elétrica no município, operando com uma média de 1,5 Mb e picos de 2,92 Mb. Apenas nas últimas oito horas (dados coletados às 22hs do dia 18/04) o pico ultrapassou os 3,85 Mb, números similares aos registrados na última hora (vide Gráficos).
Atualmente, o programa está passando por uma nova fase, voltada à aproximação com o cidadão, em busca de melhores resultados. Como o principal motivo da falta de acesso é a dificuldade para que os usuários instalem corretamente suas antenas, o Floresta Digital preparou uma equipe e há alguns meses vem realizando um trabalho de visitação técnica, indo à casa dos usuários e ensinando a forma correta de instalação e uso da antena. “Houve um temporal forte e arrancou minha antena, e depois disso não consegui mais acessar a internet. Agora eu consigo todos os dias, pois os técnicos vieram aqui e identificaram o problema”, disse Josimar Lima de Almeida, comerciante e residente no bairro Boa União.
Gráfico 01: Sinal disponível em Sena Madureira desde sua implantação
Gráfico 02: Sinal em Sena Madureira no último mês
Gráfico 03: Sinal em Sena Madureira na última hora (21:50)
Gráficos de acesso em Sena Madureira
Outra moradora da região, Cristina Belo, 23, teve a mesma experiência. “Antes eu só conseguia acessar a internet de manhã. Agora, depois que recebi a visita e eles arrumaram a antena para mim, eu acesso todo dia, a qualquer hora”, comemora a usuária.  “Estou muito feliz agora, pois eu precisava muito da internet. Eles disseram que ela estava apontando para o lugar errado, muito para baixo. E depois eles ainda voltaram para ver se continuava pegando bem”, conta Cristina, relatando um problema simples, que muitas vezes compromete a qualidade do sinal.
No último ano, a velocidade média da internet do Floresta Digital dobrou, passando de pouco mais de 200kb para mais de 400kb, e novos pontos de acesso foram implantados. Embora a equipe do programa esteja trabalhando para melhorar os serviços, ainda há dificuldades. Uma delas ocorreu recentemente no município de Tarauacá, quando o cabo subterrâneo de energia elétrica foi rompido, em três ocasiões e locais diferentes, impossibilitando a continuidade do serviço. Para resolver o problema, os cabos de energia estão sendo trocados e reforçados com um cabo de aço suspenso.

Projeto Baixada

“A cidade é um organismo vivo”, definiu Carlos Alberto Rebello, assessor especial do governo. Ele explica que muitas vezes o sinal do Floresta Digital acaba sendo prejudicado pelo crescimento da cidade, com paredes sendo levantadas, árvores crescendo e obstáculos interrompendo o sinal, que antes era livre de barreiras. “Tudo isso influi na velocidade de conexão, por isso nossa equipe está a campo para realizar o mapeamento e proceder a novos ajustes no programa”, ressalta. O assessor explica que a Baixada da Sobral está sendo um piloto para essa revisão do Floresta Digital.
De acordo com Paulo Roberto Ruela, consultor de redes da Diretoria de Tecnologia da Informação e Comunicação (DTIC) da Seplan, além da elevação dos pontos de acesso visando facilitar a captação do sinal pelas antenas domésticas, também estão sendo instalados na região novos equipamentos, como Rádio Painéis e Pontos de Acesso. “É importante lembrar que esse processo de aprendizagem e melhorias será replicado nos outros locais. Esse é apenas nosso ponto inicial”, afirma.
De acordo com a DTIC, a Praça Joaquim Macedo está sendo preparada para oferecer internet gratuita através de Hotspots (pontos de acesso), possibilitando entrar na internet sem a necessidade de antenas, apenas com notebooks ou celulares, como ocorre em outros pontos da cidade, a exemplo da Biblioteca Pública.

Telecentros e cursos a distância

Nos telecentros do Floresta Digital, mais de seis mil pessoas puderam se qualificar, participando de cursos e oficinas gratuitas. "Sem os telecentros, pessoas humildes, que não podem pagar escolas de informática, não poderiam ter realizado seus cursos", afirma Paulo Henrique Oliveira chefe da Divisão de Inclusão Digital da Seplan. De acordo com ele, são mais de 60 mil cadastros realizados apenas para os telecentros, além do Floresta Digital, que têm a mesma proporção. “Já são quase seiscentos mil os números de acessos realizados nos telecentros. Imagine esse montante impedido de exercer esse direito por não poder pagar pelo serviço?”, defende Oliveira.
Fazendo intermédio entre o acesso à internet proporcionada pelos Hotspots e os cursos oferecidos nos telecentros, que hoje já somam mais de seis mil formados, a Diretoria de Modernização Administrativa (DMA), também da Seplan, lançou este mês o Portal de Ensino a Distância do Floresta Digital. O portal está aberto à comunidade e pode ser acessado no endereço www.ead.florestadigital.ac.gov.br, precisando apenas do cadastro no Floresta Digital. Um dos cursos que estão em desenvolvimento é o de “instalação da antena”, que irá auxiliar o usuário a instalar e configurar corretamente sua antena.

quarta-feira, 11 de abril de 2012

Floresta Digital lança portal de ensino a distância


E-mail Imprimir
Portal já disponibiliza mais de dez cursos gratitos na modalidade EaD
Portal já disponibiliza mais de dez cursos gratitos na modalidade EaD
O Floresta Digital colocou no ar, nesta terça-feira, 10, um portal de Ensino a Distância (EaD) com  cursos gratuitos, via internet. O novo serviço do programa, que já oferecia sinal para acesso à internet diretamente nas residências, além de cursos e oficinas nos telecentros, é mais uma ferramenta para promover a inclusão digital.
O chefe da Divisão de Inclusão Digital da DMA, Paulo Henrique Oliveira, explica que primeiramente o portal passou por um período de testes. “Como um dos objetivos é a formação, lançamos o piloto com monitores de telecentros de diversos municípios do Acre. E agora estamos iniciando a abertura dos cursos para a comunidade. Segundo Oliveira, o propósito do portal é disponibilizar, aos poucos, todos os cursos e oficinas existentes nos telecentros. “Entre cursos sem tutoria e com tutoriac já temos mais de quinze opções disponíveis. E outros cursos já estão sendo adaptados ou em desenvolvimento para a EaD”, disse.
A aluna do Curso de ‘Introdução ao Moodle’, Socorro Bianca, disse ter gostado da nova possibilidade. “O que mais me chamou a atenção é a interação que o tutor procura ter com os participantes, dando respostas rápidas e procurando tirar as dúvidas que poderão vir a existir, além de incentivar o aluno a expor suas respostas ou ideias com mais intensidade”, destacou. Já a colega de curso Simone Vieira apontou a necessidade de o primeiro curso realizado ser o que ensina a utilizar os recursos do portal. “O primeiro passo para poder fazer um curso a distância é conhecer o ambiente do curso e saber como utilizar as ferramentas”, explicou a ex-monitora.
Para o coordenador em Educação e Comunicação da Diretoria de Modernização Administrativa (DMA), da Seplan, Fábio Gonçalves de Carvalho, esse novo serviço acaba unificando as duas atribuições básicas do programa, possibilitando a realização de cursos na residência do próprio cidadão. “Nenhum outro programa de inclusão digital possui essas características. Normalmente, ou se disponibiliza telecentros ou acesso à internet, e nós já oferecíamos os dois em um modelo único no país. Agora, com nosso portal de EaD, elevamos ainda mais o alcance social do programa”, argumentou Carvalho.
Os cursos de Informática Básica em Linux e o de Introducão ao Moodle, além das Oficinas de Stop Motion e a Oficina de Jornalismo, todos têm tutoria e estão sujeitos à formação de turmas para o início das aulas virtuais. Além disso, é possível realizar cursos sem tutoria, bastando se inscrever no próprio portal, iniciando os estudos na mesma hora e sem necessidade de sair de casa. Se desejar, a pessoa pode também participar dos cursos virtuais utilizando a internet nos próprios telecentros, através do acesso livre. Mas, mesmo nesses casos, a tutoria do Portal EaD será exclusivamente online.
Para se participar dos cursos oferecidos pelo portal EaD é preciso ter cadastro no Floresta Digital. As inscrições devem ser feitas no endereço www.ead.florestadigital.ac.gov.br.

terça-feira, 3 de abril de 2012

A Educação online e o paradigma da má qualidade


A educação, os professores e a forma como estes vêem a própria prática docente estão em transformação, ou, ao menos deveriam. Não se pode mais esperar uma educação unilateral, hierárquica e de apenas uma via na informação que é transmitida. Hoje a possibilidade de comunicação de todos para todos, a ênfase na construção do conhecimento e as possibilidades de interação entre professor e alunos provam que os tempos mudaram, e com eles, as necessidades pedagógicas.
Não podemos fechar nossos olhos para a realidade e nos iludirmos que a tecnologia moderna não afeta a forma como devemos trabalhar a educação, ou pior, agir tecnofóbicamente, acreditando que a educação online é o novo vilão a ser combatido pelos fiéis defensores da tradição. Felizmente este é um quadro decrescente, e cada vez, mais pessoas percebem que a Educação a Distância não almeja substituir os professores, mas agregar a eles possibilidades de elevar a prática da educação com novos recursos e caminhos diversos. Eu sou um dos que acreditam nisso.
A educação através da internet é nova, um bebê se comparada ao método tradicional, mas em tão pouco tempo já quebrou muitos paradigmas. É não somente possível, mas inevitável, que se cumpram os princípios de interatividade, tendência construcionista e co-autoria entre professor e aluno, promessas enunciadas para o sistema de educação online. É fácil constatar que o ensino online está amadurecendo, e após a grande bolha da internet e a explosão dos cursos milagrosos, que prometiam formação a preço baixo, sem necessidade de sair de casa e até sem necessidade de dedicar tempo aos estudos, já se começa a separar o “joio do trigo”.
O processo de ensino a distância, ou online, como prefiro dizer, ainda está em construção, como sempre estará –espera-se, pois a educação não é uma equação exata, onde se soma dois mais dois. É um processo em constante mutação, onde não existem verdades definitivas.

quinta-feira, 29 de março de 2012

O Menestrel - William Shakespeare

Depois de algum tempo você aprende a diferença, a sutil diferença entre dar a mão e acorrentar uma alma. E você aprende que amar não significa apoiar-se. E que companhia nem sempre significa segurança. Começa a aprender que beijos não são contratos e que presentes não são promessas.
Começa a aceitar suas derrotas com a cabeça erguida e olhos adiante, com a graça de um adulto e não com a tristeza de uma criança.

Aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanhã é incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao vão.
Depois de um tempo você aprende que o sol queima se ficar exposto por muito tempo.
E aprende que, não importa o quanto você se importe, algumas pessoas simplesmente não se importam… E aceita que não importa quão boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo de vez em quando e você precisa perdoá-la por isso. Aprende que falar pode aliviar dores emocionais.
Descobre que se leva anos para construir confiança e apenas segundos para destruí-la…
E que você pode fazer coisas em um instante das quais se arrependerá pelo resto da vida. Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas distâncias.
E o que importa não é o que você tem na vida, mas quem você tem na vida.
E que bons amigos são a família que nos permitiram escolher.

Aprende que não temos de mudar de amigos se compreendemos que os amigos mudam…
Percebe que seu melhor amigo e você podem fazer qualquer coisa, ou nada, e terem bons momentos juntos. Descobre que as pessoas com quem você mais se importa na vida são tomadas de você muito depressa… por isso sempre devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas; pode ser a última vez que as vejamos. Aprende que as circunstâncias e os ambientes têm influência sobre nós, mas nós somos responsáveis por nós mesmos. Começa a aprender que não se deve comparar com os outros, mas com o melhor que pode ser.
Descobre que se leva muito tempo para se tornar a pessoa que quer ser, e que o tempo é curto.

Aprende que não importa onde já chegou, mas para onde está indo… mas, se você não sabe para onde está indo, qualquer caminho serve.
Aprende que, ou você controla seus atos, ou eles o controlarão… e que ser flexível não significa ser fraco, ou não ter personalidade, pois não importa quão delicada e frágil seja uma situação, sempre existem, pelo menos, dois lados. Aprende que heróis são pessoas que fizeram o que era necessário fazer, enfrentando as conseqüências. Aprende que paciência requer muita prática.
Descobre que algumas vezes a pessoa que você espera que o chute quando você cai é uma das poucas que o ajudam a levantar-se. Aprende que maturidade tem mais a ver com os tipos de experiência que se teve e o que você aprendeu com elas do que com quantos aniversários você celebrou. Aprende que há mais dos seus pais em você do que você supunha.

Aprende que nunca se deve dizer a uma criança que sonhos são bobagens…
Poucas coisas são tão humilhantes e seria uma tragédia se ela acreditasse nisso.
Aprende que quando está com raiva tem o direito de estar com raiva, mas isso não te dá o direito de ser cruel. Descobre que só porque alguém não o ama do jeito que você quer que ame não significa que esse alguém não o ama com tudo o que pode, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente não sabem como demonstrar ou viver isso.
Aprende que nem sempre é suficiente ser perdoado por alguém…
Algumas vezes você tem de aprender a perdoar a si mesmo.
Aprende que com a mesma severidade com que julga, você será em algum momento condenado.
Aprende que não importa em quantos pedaços seu coração foi partido, o mundo não pára para que você o conserte. Aprende que o tempo não é algo que possa voltar.

Portanto, plante seu jardim e decore sua alma, em vez de esperar que alguém lhe traga flores.
E você aprende que realmente pode suportar… que realmente é forte, e que pode ir muito mais longe depois de pensar que não se pode mais. E que realmente a vida tem valor e que você tem valor diante da vida! Nossas dúvidas são traidoras e nos fazem perder o bem que poderíamos conquistar se não fosse o medo de tentar.

sexta-feira, 16 de março de 2012

Escola Acreana de Música investe na formação infantil

 André Gonzaga (Assessoria FEM)

A Escola de Música já atende pelo menos 380 alunos em 15 modalidades diferentes, como guitarra, baixo, bateria, violão, saxofone, violoncelo e canto (Foto: Val Fernandes)
A Escola de Música já atende pelo menos 380 alunos em 15 modalidades diferentes, como guitarra, baixo, bateria, violão, saxofone, violoncelo e canto (Foto: Val Fernandes)
A Escola de Música já atende pelo menos 380 alunos em 15 modalidades diferentes, como guitarra, baixo, bateria, violão, saxofone, violoncelo e canto (Foto: Val Fernandes)
A música é a arte de combinar os sons e o silêncio. Um conceito simples, que está presente no nosso dia-a-dia, para uma atividade complexa e repleta de oportunidades. Uma ferramenta que pode ser potencializada para se transformar em mais uma chave capaz de abrir portas para o futuro. Um futuro profissional. E uma dessas portas está aberta desde outubro do ano passado, época em que a Escola Acreana de Música (EAM) entrou em funcionamento com a oferta de cursos sem nenhum custo para a comunidade.
Hoje a instituição já atende pelo menos 380 alunos - infantil e adulto - em 15 modalidades diferentes, como guitarra, baixo, bateria, violão, saxofone, violoncelo e canto. Desse total, cerca de 160 são crianças de 7 a 11 anos de idade que estudam musicalização. O método de ensino mistura teoria, prática e também brincadeiras que permitem uma associação mais rápida com a função e particularidade de cada instrumento.
De acordo com o diretor do espaço, um dos principais papéis da EAM é o de envolver a comunidade no fazer cultural e de preparar os alunos para a universidade. “Nossa função é de formar e multiplicar talentos através da música. Os jovens que saírem daqui estarão aptos para continuar um caminho muito bonito por essa área. Aqueles que se interessarem por cursar música na universidade também terão mais facilidade de aprender. Não vão se sentir tão perdidos”, explica Dircinei Souza, presidente da Fundação Elias Mansour (FEM).
As atividades são trabalhadas nas salas de aula, instrumentoteca, auditório e, claro, na brinquedoteca. E o resultado já começa a aparecer: “Em você posso confiar/ porque você é fiel/ você é fiel/ você é legal”. Esse é o trecho de uma canção composta pelos alunos. O tema "Amigo Confidente" foi sugerido por Nicole de Lima, de 10 anos. “A gente precisa confiar neles”, comenta.
A menina gosta de canções mais agitadas, é fã do gênero gospel e uma de suas referências é a artista britânica Adele, principalmente nas músicas em que a cantora é acompanhada por um piano. Mas não por acaso é que esse é o instrumento que Nicole estuda. Quem sabe não está para surgir mais uma Elaís Meira Eluan, famosa pianista e maestrina nascida e criada no Acre?
“Quanto mais cedo o contato for estabelecido com a música e os meios utilizados para a produção dos sons, maior é a capacidade de percepção e criação. Além de ser também um bom exercício para o desenvolvimento psicomotor, cognitivo e da sensibilidade da criança”, explica o maestro Cunha, coordenador pedagógico da EAM. Os recursos para a gestão do espaço são do governo do Acre, por meio da FEM.

terça-feira, 6 de março de 2012

Fotos do CARNAROCK RB

 

Fotos do CARNAROCK RB, evento realizado pela Pé Inchado Produções que aconteceu dia 03/03/12 no Quadrilhódromo Tucumã e contou com a presença das bandas

Mártires (AC)
NEC (RO)
Kingdom of Steel (AC)
Panndora (PR)
Fire Angel (AC)

http://www.flickr.com/photos/61038286@N08/sets/72157629515026357/show/